FUVEST 2009, prova mal feita

Fiz a prova da Fuvest 2009 e constatei o seguinte, a prova foi mal feita, com pelo menos uma questão sem resposta correta e outra no mínimo ambígua. Ambas questões de Geografia (uma, na verdade, na parte interdisciplinar).

A questão ambígua é uma que afirma que dentre os vários países que possuem bomba atômica, Israel seria um deles. Porém, conquanto sejam fortes as suspeitas disso, não é reconhecido pelo Estado de Israel e é duvidoso se podemos assim considerar um fato que Israel tenha bomba atômica (veja aqui na wikipedia em inglês).

A redação da alternativa que continha a menção a Israel é:

“Desde o fim da II Guerra Mundial, várias nações desenvolveram armas atômicas e, atualmente, entre as que possuem esse tipo de armamento, têm-se China, Estados Unidos, França, Índia, Israel, Paquistão, Reino Unido e Rússia.”

Afora o fato de falar que o Reino Unido é uma nação, o que é possivelmente impreciso, é muito pior afirmar que Israel tem a bomba atômica. Ainda que eu particularmente ache que Israel tem, não é um fato incontestável e é complicado perguntar isso numa prova de vestibular.

Essa podia até passar, mas muito pior foi a questão oito de geografia. Diz a reposta correta:

“O desequilíbrio econômico regional [do Brasil] vem sendo, ao menos parcialmente, atenuado pelo menor número de representantes do sudeste no Congresso Nacional, em comparação aos representantes do Norte e Nordeste”.

A alternativa supostamente correta estebelece uma relação de causa e efeito entre uma “atenuação” (pelo menos parcial) do desequilíbrio econômico regional e a distribuição do número de representantes no Congresos Nacional das regiões do país. Note o “pelo” como palavra central para estabelecer esse nexo causal. Claro que a redação é ruim, mas o problema nem é esse.

Fato é que há aí dois problemas maiores, começando pelo menos grave: não é um fato estabelecido que a desigualdade econômica regional é atenuada pela sobrerepresentação do Norte e Nordeste em termos de representação de congressistas em termos per capita. Na verdade, se olharmos as transferências entre estados, veremos que os que mais recebem (em termos per capita) estão no centro do País (Rio de Janeiro e Distrito Federal).

Mas o pior não é isso. O problema é que de fato o número de representantes do sudeste no congresso nacional é maior do que do Norte e Nordeste. Isso porque o Congresso Nacional é composto por duas Câmaras: de deputados e senado.

O Norte tem 57 deputados + 15 senadores, totalizando 72 congressistas. Apenas São Paulo tem 70 deputados + 3 senadores, totalizando 73 congressistas! Ou seja, a resposta correta está factualmente errada. Um absurdo. É verdade que não havia alternativa certa, mas isso implica que eles deviam anular, e não escolher uma resposta tão ou mais errada que as outras.

Por fim, coloco abaixo o comentário da resolução publicada no UOl.

fuvest-geo-certa

About these ads

Sobre Manoel Galdino

Conrthiano, Bayesiano e Doutor em ciência Política pela USP.
Esse post foi publicado em Manoel Galdino e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

7 respostas para FUVEST 2009, prova mal feita

  1. Silvano disse:

    Andei lendo que um professor do Anglo reclamou dessa questão, mas nenhuma instituição pediu anulação da mesma.
    Um dos argumentos favoráveis diz que por “Norte e Nordeste” o texto quis dizer as duas regiões somadas e não cada uma individualmente comparada com a região sudeste. Mas isso ficou no mínimo ambíguo.

    De resto sem comentários mesmo, questões mal formuladas, no mínimo.

  2. Jorge Daniel disse:

    A questão mencionada não apresenta problemas conceituais! Na verdade, ela exigia do aluno um conhecimento aprofundado da questão eleitoral! Segundo nossa constituição, a equidade jurídica diz que todos os estados tem os mesmos direitos e , com isso, a referência é o senado federal, em que todos os estados tem 3 representantes. Dessa forma, o Nordeste conta com 27 senadores, o Norte com 21 e o Sudeste com 12 apenas. Portanto, a alternativa correta é a A!! O problema é que alguns cursinhos fazem marketing se conseguirem anular questões, o que neste caso não procede!!

  3. Desculpe Jorge, mas discordo de você.
    Em primeiro lugar, eu fiz a prova da fuvest e notei o problema ainda durante a prova, ou seja, não tem relação com cursinho ou algo do tipo.
    Em segundo lugar, e mais importante, bem, eu acho que eu entendo um pouco da política brasileira. De fato, sou mestre (pela USP) em ciencia política e faço doutorado lá atualmente (em ciencia política tbm). Embora sistemas eleitorais não sejam a minha especialidade, posso dizer com segurança que congresso nacional com certeza refere-se à câmara dos deputados, e não só senado. De fato, o presidente do congresso é o presidente da câmara (e não do senado).
    Por fim, não é factualmente verdadeiro que a distribuição de cadeiras regionalmente tenha diminuído a desigualdade regional. Isso é uma proposição empírica e no melhor do meu conhecimento do assunto, os estudos mostram que a desigualdade regional se mantém, por exemplo, nas transferências governamentais (que é onde poderia haver mais explícitamente redistribuição de renda).
    Então, a proposição é conceitualmente errada (o que você discorda, mas acho que mostrei que é) e empiricamente errada (o que não foi argumentado em contrário). Então, na melhor das hipóteses, a resposta A é errada e mal redigida e na pior das hipóteses, muito errada e bem redigida. Em todos os casos ela está errada.

  4. Rossanese disse:

    INTERDISCIPLINAR:
    04 – O debate atual em torno dos biocombustíveis, como o álcool de cana-de-açúcar e o biodiesel, inclui o efeito estufa. Tal efeito garante temperaturas adequadas à vida na Terra, mas seu aumento indiscriminado é danoso. Com relação a esse aumento, os biocombustíveis são alternativas preferíveis aos combustíveis fósseis porque:
    a) são renováveis e sua queima impede o aquecimento global.
    b) retiram da atmosfera o CO2 gerado em outras eras.
    c) abrem o mercado para o álcool, cuja produção diminuiu o desmatamento.
    d) são combustíveis de maior octanagem e de menores taxas de liberação de carbono.
    e) contribuem para a diminuição da liberação de carbono, presente nos combustíveis fósseis.

    Resposta da fuvest: “os biocombustíveis são alternativas preferíveis aos combustíveis fósseis porque: e) contribuem para a diminuição da liberação de carbono, presente nos combustíveis fósseis.”

    Isso está errado também. Ele contribui para menor saldo de emissão se CO2 se substituir os combustiveis fosseis. Contudo, não interfere na “liberação de carbono, presente nos combustíveis fósseis”. Isso está muito mal redigido. Na minha opinião, nenhuma alternativa está correta.

  5. Humberto.Serna@yahoo.com.br disse:

    TESTANDO 123

    INTERDISCIPLINAR:
    04 – O debate atual em torno dos biocombustíveis, como o álcool de cana-de-açúcar e o biodiesel, inclui o efeito estufa. Tal efeito garante temperaturas adequadas à vida na Terra, mas seu aumento indiscriminado é danoso. Com relação a esse aumento, os biocombustíveis são alternativas preferíveis aos combustíveis fósseis porque:
    a) são renováveis e sua queima impede o aquecimento global.
    b) retiram da atmosfera o CO2 gerado em outras eras.
    c) abrem o mercado para o álcool, cuja produção diminuiu o desmatamento.
    d) são combustíveis de maior octanagem e de menores taxas de liberação de carbono.
    e) contribuem para a diminuição da liberação de carbono, presente nos combustíveis fósseis.

    Resposta da fuvest: “os biocombustíveis são alternativas preferíveis aos combustíveis fósseis porque: e) contribuem para a diminuição da liberação de carbono, presente nos combustíveis fósseis.”

    Isso está errado também. Ele contribui para menor saldo de emissão se CO2 se substituir os combustiveis fosseis. Contudo, não interfere na “liberação de carbono, presente nos combustíveis fósseis”. Isso está muito mal redigido. Na minha opinião, nenhuma alternativa está correta.

  6. Pedro Henrique disse:

    Prova muito bem elaborada.Questões abrangentes e pertinentes aos assuntos cobrados no ensino médio.Demais comentários á cerca de “questões ambíguas” não procedem.Sou professor de Geopolítica e participo de fóruns sobre provas anuais,pode-se perceber que a Fuvest não apresentou “detalhismos”,apenas conhecimentos aprofundados em assuntos atuais.É contudo de se aceitar a crítica dos alunos,pois existem conceitos elaborados de forma imprecisa(o que não significa “ambígua”)e como tal levando-os a assinalarem alternativas adversas.A tendencia que se observa é que a nota corte seja elevada, em função,comparativamente,ao ano anterior,pois é notável a compatibilidade extremista de alguns assuntos ditos “exatos”.Professores de Física e Matemática,bem como os de Química,dizem que embora tenha exigido muito “Conceito Teórico”,não se pode dizer que a prova foi difícil,devendo-se considerá-la entre média e fácil.No entanto qualquer previsão “alternativa” de cursinhos e escolas são impresisas.Há de se esperar que a nota corte e os convocados para a segunda fase do exame sejam confirmados pela Fuvest.Sem delongas um abraço a todos e Boa sorte.Que no ano que vem todos estejam na Universidade de Sâo Paulo.

    Até Breve!

  7. Franz Eduardo Brehme Arredondo disse:

    Prezados, como advogado e como candidato sinto-me compelido a indicar que compulsem os artigo 45 e 46 da Constituição da República do Brasil de 1988. A nossa lei maior estabelece que os deputados são representantes do povo no Congresso e os senadores representam os Estados no Congresso. Como são eleitos 3 senadores por Estado, de fato a indicação de que os Estados do Nordeste e Norte possuem maior representação no Congresso é procedente. A questão é que essa questão de maior representatividade não é sinal de diminuição das desigulades; pelo contrário, apenas dá ensejo às mais canhestras práticas de coronelismo e atrasam o País. Quisera debater mais, mas é isso, no geral. Abraços e até logo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s