É isso.

A palavra, ou expressão, que é mais apropriado, do momento presente é a do título acima: “é isso”.  Se você não sabe o que falar, pode desembestar a dizer: “é isso”. Se você sabe o que falar, pode terminar dizendo: “é isso”. E se você se confundiu todo, resta-lhe apenas: bem… “é isso”.

Na verdade, em quase qualquer situação cabe dizer: é isso.  Na verdade não sei se ficou claro o que eu tinha pra dizer, mas é isso. E se por acaso ficou claro, bem… então… é isso que você entendeu.

Porque é isso, temos que dizer as coisas. E se não as dissermos, bem… é complicado. É, é isso mesmo.

É isso.

About these ads

Sobre Manoel Galdino

Conrthiano, Bayesiano e Doutor em ciência Política pela USP.
Esse post foi publicado em literatura, Manoel Galdino e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s