Seção Eu odeio Bancos… (Capitulo Cheque Especial)

Nota: Taxa Selic em agosto de 2003 era de 22%. Atualmente a taxa é de 13%. Se a taxa de juros depende da Selic (não exclusivamente mas depende), por que o juro bancário aumenta tanto? Todos os demais fatores que influenciam no juro bancário são contrários?
Juro do cheque especial é o mais alto em cinco anos

(Jornal Destak, 26/08/2008)

Taxa do cheque especial, por exemplo, é a maior desde agosto de 2003, mas a participação dos empréstimos no PIB é histórica: 37%

Os juros dos empréstimos estão batendo recordes, mas isso não está tirando o apetite dos brasileiros pelas compras a prazo.
É o que mostram os dados do Banco Central, segundo os quais, os juros cobrados no cheque especial, por exemplo, estão no maior patamar desde agosto de 2003, chegando a 162,7% ao ano na medição feita em julho. No mesmo mês, segundo o BC, as operações de crédito no Brasil atingiram R$ 1,086 trilhão, o equivalente a 37% do Produto Interno Bruto (PIB) do país (R$ 2,7 trilhões). A porcentagem é a maior da história.

Segundo o BC, os juros colaram na alta da Selic, a taxa básica da economia brasileira. Ela começou 2008 em 11,25% ao ano e agora está em 13%.

O aumento da participação do crédito na economia reflete o aquecimento do mercado, a melhora na renda e o crescimento no número de parcelas no carnê. Para o BC, o crédito deve bater em 40% do PIB no fim deste ano.

Anúncios
Esse post foi publicado em Política e Economia e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s