poesia negra

Em tempos de pessimismo (pessoal) com temas como o aquecimnto global, um sopro de esperança, ao ver uma frase como essa sair de uma boca de uma criança de 4 anos, conforme li no blog do Marcelo Coelho. Nada a acrecentar.

”Mãe, sabe por que eu gosto de você ser negra? É porque combina com a escuridão. Então, mã, quando é de noite, eu nem tenho medo, tudo é mãe, tudo é escuridão”.

Anúncios

Sobre Manoel Galdino

Corinthiano, Bayesiano e Doutor em ciência Política pela USP.
Esse post foi publicado em Manoel Galdino e marcado , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para poesia negra

  1. Jorge disse:

    Isto faz-me lembrar um trecho do filme ‘Cacador de pipas’, em que um homem assassina sua esposa, pois chorando, as lagrimas se tornavam diamantes. Hassan pergunta porque ele nao poderia ter cheirado uma cebola ao inves de matar a esposa.

    Lembrei do filme, porque fiquei pensando se o menino nao tem medo do dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s