Quero vê-los V

Continuando com a série “Heróis… Heróis?“, publico o segundo texto da troca de e-mails, dessa vez escrito por Rafael (para ler o primeiro texto, clique aqui).

Quero vê-los V.

O Super-Homem ainda não chamou o V para se integrar à Liga da Justiça. Mas, também, se o fizesse, pouco adiantaria, não é? Tenho a leve impressão de que ele não aceitaria tal convite. Ora, o V não é daqueles heróis que vimos sua história contada, recontada e desenhada. Sua passagem, assim como sua face, foi misteriosa e veloz. Ninguém sabe muito ao certo onde fica o porão em que monta seus planos e tira seus cochilos. Ninguém sabe como ele faz para se sustentar (comer ovo com pão, comprar o melhor aço pras espadas e navalhas, pano pras roupas, filmes e televisão etc).

 

Enquanto Bruce Wayne usa de desvio de carga e dinheiro para criar o fantástico Batman (no desenho, quando se monta o espaço físico da Liga da Justiça, no espaço, Bruce Wayne diz ao IR, à imprensa e aos sócios das empresas Wayne que está aplicando dinheiro em tecnologia marinha. No filme, Batman Begins, Bruce compra em excesso um produto “x” para poder aplicar tal excesso no arsenal do herói mascarado), V consegue seu pequeno arsenal através de roubos (ao menos é o que demonstra em cenas como quando ele assiste, junto a Evey, ao filme O Conde de Monte Cristo.

 

Quanto mais diferenças se vê entre o V e o Batman, mais semelhanças há entre Zorro e V. Não seria útil ficar escrevendo todos os defeitos do homem morcego, pois isso tudo já foi constatado no texto Zorro vs Batman. Daí, o que se torna interessante é fazer uma comparação entre V e Zorro, apontando a lente apenas para o herói londrino. Afinal, as peculiaridades de Dom Diego já foram muito bem escritas.

 

V nasce numa Londres de regime totalitário. Ele era cobaia de experimentos científicos feitos pelo Estado totalitário, liderado pelo ditador Sutler. Numa catástrofe qualquer, o “campo de concentração” onde estava nosso herói pega fogo, e, a partir dali, ele se liberta. Monta seu esconderijo secreto e começa a traçar sua vingança. Assim como Batman, V sofre por um trauma na vida. E por isso, além de um ódio político, V sente um ódio pessoal. E exatamente isso que o faz tentar a vingança.

 

É, como Zorro, adorado pelo povo londrino, além de ser procurado pela ditadura dali. Mas, diferente do Zorro, V não é um fora da lei que apenas é procurado. O objetivo de Sutler é ver o herói londrino morto. Ou seja, não é apenas um paspalhão qualquer que quer a cabeça do mascarado de Londres, como acontece nas histórias do Zorro. Afinal, sabemos que, apesar de representar todo um sistema nojento, o Sargento Garcia, quando tem Zorro nas mãos, apenas o quer preso, e nada mais.

Ora, são esses detalhes que faz V se tornar muito mais interessante que o mascarado mexicano. V é revolucionário. Ele não se preocupa apenas com os fatos que acontecem ali no quintal de sua casa, como faz Zorro. V, diferente de Zorro, não apenas combate o crime de desvio de carga, aliás, ele pouco se importa com isso. A briga do V é maior, contra um inimigo claro. V quer (consegue) pulverizar todo um sistema político. Ele, quando explode o parlamento inglês, destrói toda uma organização política, para deixar o próprio povo inglês escolher o que fazer dali pra frente. V, no seu ato final, mobiliza (mobilizar, talvez não seja a palavra certa, uma vez que V não pretende esse tipo de coisa. Os milhões saem a rua por livre e espontânea vontade) milhões, que, em marcha, dissolvem todo um exército que estava armado até os dentes. O exército simplesmente fica imóvel, sem ação. Ademais!! V consegue, ao longo da história, cativar o representante da lei londrina, o detetive Finch, que sem muita resistência, libera a destruição do parlamento.

 

Ora, quero vê-los V pelo fato do herói se desprender de qualquer problema menor. Ele apenas foca sua ação para romper e virar de ponta cabeça o sistema.

post relacionado: V x Z

Sobre Manoel Galdino

Corinthiano, Bayesiano e Doutor em ciência Política pela USP.
Esse post foi publicado em Arte e Cultura, Manoel Galdino e marcado , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Quero vê-los V

  1. Pingback: Zorro x Batman | Blog Pra falar de coisas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s