Tira – Mundo Formigante 5

Homenagem à Machado de Assis…

Tira inspirada em crônica publicada por Machado e reunida na obra A Semana (Obra Completa, vol III)…

O texto original trata do diálogo de dois burros de carga que puxavam bondes no centro da cidade do Rio de Janeiro. Dada a semelhança entre burros e formigas, uma pequena adaptação foi feita para esta tira.

Link para o texto original do Machado:  (Texto 107 – 16 de outubro)

formiga5

Esse post foi publicado em Marcel, Sem-categoria e marcado , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Tira – Mundo Formigante 5

  1. Humberto disse:

    as formigas são filosóficas porque vivem em sociedade🙂 E possuem uma elite com tempo pra se dedicar às idéias, pois a rainha não busca comida :))

  2. Humberto disse:

    http://www.bbc.co.uk/portuguese/ciencia/2009/02/090206_formigassonsfn.shtml

    Formigas ‘conversam’ no formigueiro, diz estudo

    Formigas operárias obedecem a som emitido pela rainha do formigueiro
    Uma pesquisa das universidades de Oxford (Grã-Bretanha) e de Turim (Itália) mostrou que formigas costumam conversar entre elas, em seus formigueiros.

    Segundo os pesquisadores, as rainhas emitem sons característicos dentro do formigueiro que produzem reações das operárias, o que reforça o status social da rainha, de acordo com o artigo publicado na revista Science.

    De acordo com um dos pesquisadores, Jeremy Thomas, da Universidade de Oxford, o progresso da tecnologia permitiu a gravação dos sons das formigas nos formigueiros e a execução destas gravações sem que as formigas ficassem assustadas.

    Ao colocar miniaturas de alto-falantes no formigueiro, especialmente fabricados para a pesquisa, e reproduzir os sons feitos por uma rainha, os pesquisadores conseguiram fazer com que as formigas ficassem em estado de atenção.

    “Quando tocamos os sons da rainha elas apresentaram o comportamento ‘em guarda’. Elas ficavam imóveis com suas antenas estendidas e suas mandíbulas separadas por horas – se alguma coisa se aproximasse elas atacariam”, disse.

    Infiltrados

    Apesar de ter uma sociedade muito bem defendida pelas operárias, as formigas também podem sofrer com infiltrados, segundo a pesquisa conduzida pelas universidades de Turim, Oxford e pelo Centro de Ecologia e Hidrologia de Oxfordshire.

    Sons produzidos pela larva da borboleta europeia Maculinea rebeli, por exemplo, imitam os sons produzidos por formigas adultas, particularmente pela rainha do formigueiro.

    “Pesquisas anteriores mostraram que parasitas sociais como estas larvas secretavam elementos químicos e usavam outras habilidades para conseguir se infiltrar em formigueiros”, afirmou Francesca Barbero, pesquisadora da Universidade de Turim.

    “Nosso novo trabalho mostra que o papel do som na troca de informações dentro de formigueiros foi muito subestimado e que a imitação do som fornece outra forma de infiltração para 10 mil espécies de parasitas sociais que exploram as sociedades de formigas.”

    Os pesquisadores usaram gravações de sons emitidos pelas larvas nos formigueiros hospedeiros.

    Os resultados demonstraram que, depois que a larva foi aceita no formigueiro por meio da liberação de elementos químicos que imitavam os liberados por formigas, a imitação de sons de uma formiga adulta permite com que a larva avance socialmente.

    “Nossas experiências mostraram que, em resposta aos sons emitidos pelas larvas, as formigas operárias protegiam elas de uma forma parecida com que protegiam suas rainhas”, disse Karsten Schönrogge, do Centro de Ecologia e Hidrologia de Oxfordshire.

  3. Humberto disse:

    Moral da histórtia:
    A vida em sociedade é impossível sem frases🙂

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s