A letra de Feitiço da Vila (Noel Rosa) é racista?

Discussão um pouco velha na internet, mas que entrou recentemente na nossa roda de amigos.

O estopim da discussão foi a manifestação de Caetano Veloso sobre o assunto em um video do You Tube. Ele coloca pontos extremamente controversos e até fracos, mas em alguns é realmente definitivo nessa questão.

Em suma, em reunião de amigos, chegamos à conclusão que de fato Noel Rosa incluiu trechos que são contra a cultura africana dos morros e do candomblé. Apesar desse ponto levantado, isso jamais tira a qualidade do samba e da música de Noel.

Segue trecho da letra e o vídeo do Caetano.

“Quem nasce lá na Vila
Nem sequer vacila
Ao abraçar o samba
Que faz dançar os galhos,
Do arvoredo e faz a lua,
Nascer mais cedo.

Lá, em Vila Isabel,
Quem é bacharel
Não tem medo de bamba.
São Paulo dá café,
Minas dá leite,
E a Vila Isabel dá samba.

A vila tem um feitiço sem farofa
Sem vela e sem vintém
Que nos faz bem
Tendo nome de princesa
Transformou o samba
Num feitiço descente
Que prende a gente

Esse post foi publicado em Arte e Cultura, Marcel e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

31 respostas para A letra de Feitiço da Vila (Noel Rosa) é racista?

  1. serna disse:

    elitisma e de bom gosto, mas não vejo racismo. São coisas diferentes

  2. serna disse:

    elitista

  3. Marcel K. disse:

    O bom gosto do Noel é inquestionável, tanto é que a música é um clássico, e a crítica não desmerece a qualidade da música.
    Porém, acho que ficou muito claro o racismo na questão da religião:
    “A vila tem um feitiço sem farofa
    Sem vela e sem vintém
    Que nos faz bem
    Tendo nome de princesa
    Transformou o samba
    Num feitiço descente
    Que prende a gente“

    Farofa, vela e vintens (moedas) são utilizadas em rituais africanos comuns no morro carioca da época. E esses rituais são descaradamente chamados de “indecentes” e não “faz bem”. Essa parte principalmente é a meu ver um tipo de racismo.
    Mas chamar a música como um todo como elitista parece mais adequado.
    O que já é o suficiente para uma confusão, imagina chamar o Noel de elitista no meio da “classe média letrada” (nos termos de Caetano)?? hehehe

  4. Neli Lima Pereira disse:

    INTERESSANTE O COMENTÁRIO. RACISTA? ELITISTA? nÃO SEI …… SÓ SEI QUE A LETRA É MUITO BOA, BEM COMO A MUSICA E SEUS ARRANJOS….

  5. Gilvan disse:

    julgar uma letra de canção, com a visão de hoje em dia é anacronismo. Há de convir que os ritos africanos sempre ficaram em uma posição de “chacota”. Percebemos isso quando dizem “Espiritismo” em lugar de “Macumba” (palavra considerada ofensiva). Noel não comete racismo e nem é contra os ritos de umbanda ou candomblé, apenas utiliza a palavra “Feitiço” e a compara com o tipo de “feitiço” que ele conhece (de maneira pejorativa, é claro).

    Quanto aparte que ele fala sobre SP dar café e MG dar leite, fiquei chocado com a opinião sem fundamento de Caetano, pois Noel apenas citou a política de café-com-leite, característica da época. Nem podemos dizer que a letra é elitista, pois Wilson Batista (amigo de Noel, diga-se de passagem) vivia implicando com Rosa, pois o considerava um frescão, por ser do “asfalto”( e ambos riam muito com essa polêmica amigável entre ambos)…Falar que Noel cometeu racismo (mesmo que de maneira subliminar) é falar besteira, póis o cara era amigo de Cartola e vivia no morro da mangueira e Estácio compondo com os bambas dos morros…

  6. Marcel K. disse:

    Gilvan.
    Conheço a história do Noel e suas parcerias com o bambas do Morro, com Cartola e suas constantes subidas ao morro.
    Entendo a sua interpretação para a parte da letra, no que se refere aos ritos de umbanda presentes na composição, mas ao mesmo tempo, há margem para outras interpretações nesse verso. Pra mim é o único verso mais “questionável”.
    A parte do café para SP e leite para MG, também achei um pouco forçado por parte do Caetano.

    Obrigado pelo comentário.
    Marcel

  7. neire disse:

    o Caetano pra mim, apesar de ter me forjado, ou contribuido na minha formação, há muito tornou-se um imbecil, lamentável. Perdeu-se no caminho.Noel é tudo de bom, e certamente ensinou a este filho… o que é bom. Alá dona canô.

  8. Marcel K. disse:

    Estive pensando nessa letra recentemente, acho que há uma questão de contextualização da obra. Quando a música foi criada, eram outros tempos, a discussão do racismo era outra, em outro nivel. Tenho segurança que Noel Rosa, caso vivesse hoje, não usaria os termos que usou naquela época.

  9. Rita Araújo disse:

    Não sou intelectual, sou pessoa simples.
    Porém, na minha simplicidade acho que consigo ter opinião formada a respeito de diversos assuntos ao meu redor.
    Se for falar de música, do samba carioca e em especial dos sambas antigos, estou aí !
    Adoro as composições antigas, me delicio ouvindo Noel Rosa, Cartola, Velha Guarda da Portela e por aí vai…
    Vi recentemente o vídeo do Caetano Veloso e a princípio achei que tratava-se de uma ‘pegadinha’…
    Tive que ver de novo, de novo, de novo !
    Não consigo entender até agora a intenção dele ao fazer tanta graça (sem graça) com essa obra-prima do Mestre Noel Rosa…
    No fundo da minha alma e do meu coração achei o episódio inútil, perdi simplesmente algumas horas da minha vida vendo um acontecimento totalmente oco, vazio, sem a menor importância que, a princípio, confesso até que me chateou bastante !
    Mas passou o susto e só tenho a dizer que o Mano Caetano perdeu uma bela oportunidade de ficar calado ou de cantar uma de suas músicas no seu show !
    Acho que rapidamente o assunto morreu… talvez ele quisesse ‘causar’, mas o eco foi fraquinho, fraquinho… Eu, por exemplo, que sou amante de sambas antigos só cheguei ao tal vídeo através de uma busca assim direcionada: Noel Rosa Feitiço Vila !
    Não tornando o Caetano um ‘artista menor’ …
    Assim como eu, outros amantes de Noel Rosa devem ter chegado ao baiano e se deparado com um arsenal de idiotices no youtube. Lamentável !
    Que pena que na ocasião o Caetano não tenha conseguido o seu intento que foi o de causar uma polêmica do porte Wilson x Noel, não é mesmo ?
    Pois eu estaria debatendo naquela época sobre um assunto atual e não uma coisa já meio esquecida.
    CAetano pra mim já é meio suspeito no que diz respeito a polemicazinhas e faniquitos em shows em apresentações.
    Desde o dia em que soltou a sua franga sessentona num MVB da MTB ao lado do inglês David Byrne por causa da acústica da premiação vamos combinar que esse tipinho que o Caê faz já deu né ?????

  10. Rita Araújo disse:

    Corrigindo: MVB da MTV ( a apresentação em que o CAetano subiu nas tamancas por causa do som ruim do espetáculo ).

  11. Rita, independentemente do Caetano, você nem sequer considerou a questão: a letra seria racista? elitista? Noel embranquiçou o samba para a classe média? É possível, o que não tira o mérito dele. Aliás, gostar e admirar não nos deve deixar acríticos.

  12. Rita ARaújo disse:

    Sinceramente, independente da crítica ter sido feita por um artista chegado a faniquitos e polêmicas, não acho a letra racista…
    Nem entendo que tenha sido feita com intenção de ‘ambranquiçar’ o samba.
    O samba é de todos, brancos ou negros !
    E mais, o bairro de Vila Isabel é um bairro diferente, especial, mas não é um bairro de classe média.
    E nem Noel Rosa pode ser considerado como uma pessoa da classe média, pois, lendo a respeito dele, discobrimos que ele era membro de uma família simples.
    Era estudante de Medicina mas logo largou.
    Seu pai era pobre e parece que teve fim trágico.
    Noel Rosa vivia subindo morro, se relacionava com prostitutas, travestis e vem alguém hoje em dia dizer que ele faria uma música racista.
    E logo esta música que o consagrou pra eternidade…
    Caetano nem conhece Vila Isabel, nem procurou saber mais sobre Noel Rosa, só quis lançar mais uma polêmica, assim como fez com o presidente Lula.

  13. Leonardo Medeiros disse:

    Não considero a letra de “feitiço da vila” racista, porém, tendo alguma boa vontade com o Caê podemos perceber um pouco de bairrismo e até um certo tom elitista nela… somente !
    Vi o vídeo do baiano e, sinceramente, por mais elitista que a música seja, ele errou tremendamente no tom da crítica !!
    O vídeo tem um tempo considerável e em 100% do tempo o Caetano consegue enxergar chifre atrás de chifre nessa cabeça de cavalo.
    O bom é que essa história não repercurtiu nadinha, o que seria muita vela para pouco defunto.
    Feitiço da Vila é uma canção maravilhosa bairrista ou não.
    A verdade é essa.

  14. Marcio disse:

    Racismo? O Noel só disse que o samba da Vila (bairro que sempre misturou cores), deve ser validado, mesmo sendo diferente em alguns aspectos do dito “samba do morro”. É um samba sem macumba, mas sem ser menos samba por isso. E por não ter farofa, vela e vintém, trata-se de um “manifesto racista”? Não sou racista, muito pelo contrário, mas não adepto de nenhuma crença afro-brasileira. Mas, ei, também não sou adepto do hinduísmo e nem do budismo!

  15. Márcio disse:

    A briga é com Tinhorão. Caetano já começa com toda má vontade com essa história de café com leite que todos aqui sabem que se referem a dois estados brasileiros.
    A tal princesa foi aquela que assinou a lei áurea né Caetano.
    Como um amigo fraternal de Cartola, Ismael, Lino, Brancura, Baiaco, pode ser racista.
    Sei porque ele não se cala, é só ouvir as vozes dos fãs sectários dando risadas das suas besteiras.
    Lamentável,Sr. Gênio.

  16. Luiz Araujo disse:

    O que o Caê disse ñ foi para diminuir o mestre Noel, foi apenas para mostrar a diferença de visão de mundo naquela época. Fato é que hoje em dia ninguém escreveria uma letra dessas pois dá pra ver a critica as religiões africanas. Não podemos esquecer também que os sambistas e o povo daquela época tinham um humor bem melhor do que as pessoas hoje, não passa de uma brincadeira, uma piada, uma diversão do Noel (que todos sabemos era muito piadista), de modo que Caetano apenas disse o que disse para mostrar a diferença da visão de mundo de hoje com mais de meio século antes.
    .
    É uma grande musica pela qual sou apaixonado, mas se fosse escrita nos dias de hoje os encrenqueiros de plantam iriam vir com processo. Caetano quis mostrar essa diferença de época, hoje em dia não se pode falar mais nada que você é processado, hoje em dia não se pode brincar com mais nada, hoje em dia você não pode se opor a uma figura história… O mau humor está em todo o canto hoje. Desde os liberais & legalizadores da maconha, passando pela ala GLBT (SPRT sei lá das quantas…) e chegando a direita ultra-conservadora e religiosa. Caetano quis mostrar isso, a falta de bom humor da sociedade moderna, tanto é que as críticas aqui nos comentários estão tratando a exposição dele com a seriedade de um discurso presidencial. Dá pra perceber que ele fala num tom de camaradagem e brincadeira com o grande mestre Noel, assim como Noel aproveitou a letra pra tirar um sarro com certas coisas

  17. não acredito que tenha racismo. No momento em que noel diz que ha um feitiço diferente, ele assume e incorpora o tal feiticio, presta homenagem.

  18. Eduardo disse:

    Caetanao, como PESSOA, mostra um mau caratismo cada vez mais consolidado com a velhice. Fiquei perplexo com este vídeo, onde ele, como sempre, querendo aparecer (pensando ser muito mais do que é), como desde que a irmã promoveu o “mano Caetano”. Ele sim, “elite”, declarou vergonha do presidente “analfabeto”. Noel viveu e conviveu com negros que todos conhecemos. Wilson Batista competia com ele como amigo e a letra (principalmente na época, anos 30, não tem nada de racista ou elitista. Noel era um CRONISTA musical do folclore e vivia em ambientes completamente misturados. Tive o privilégio de conhecer Vadico, um dos seus principais parceiros (que as vezes jogava um carteado na minha casa) e posso afirmar que o assunto racismo (ou elitismo) simplesmente não existia no meio deles. Só como galhofa.
    Mais uma pataquada do cada vez mais lamentável Caetano (pessoa), este sim, elitista, arrogante, narcisista e oportunista, tirando casquinha de gente que fez história e sequer pode replicar.
    Jogando pelo ralo como pessoa o que fez de bom como artista.

  19. Eduardo disse:

    Caetano, como PESSOA, mostra um mau caratismo cada vez mais consolidado com a velhice. Fiquei perplexo com este vídeo, onde ele, como sempre, querendo aparecer (pensando ser muito mais do que é), como desde que a irmã promoveu o “mano Caetano”. Ele sim, “elite”, declarou vergonha do presidente “analfabeto”. Noel viveu e conviveu com negros que todos conhecemos. Wilson Batista competia com ele como amigo e a letra (principalmente na época, anos 30, não tem nada de racista ou elitista. Noel era um CRONISTA musical do folclore e vivia em ambientes completamente misturados. Tive o privilégio de conhecer Vadico, um dos seus principais parceiros (que as vezes jogava um carteado na minha casa) e posso afirmar que o assunto racismo (ou elitismo) simplesmente não existia no meio deles. Só como galhofa.
    Mais uma pataquada do cada vez mais lamentável Caetano (pessoa), este sim, elitista, arrogante, narcisista e oportunista, tirando casquinha de gente que fez história e sequer pode replicar.
    Jogando pelo ralo como pessoa o que fez de bom como artista.

  20. Eduardo disse:

    Sr. moderador, inadvertidamente postei 2 vezes, favor deletar este e a primeira. Obrigado.

  21. Nairton disse:

    bom, realmente não sei nem o que dizer sobre esse gagá, é um grande músico, isso sim, mas ele parece um pouco com os grupos anti-racistas que vê o racismo em tudo, o lance do café com leite, ali foi demais, estude mais história meu nobre Caetano e cuidado com o que fala, você ainda é formador de opinião e isso pode confundir o povão do morro e do asfalto. Caetano, no próximo carnaval em Salvador, desça e fique com a pipoca e não com a elite nos camarotes, lave a boca para falar do grande Noel Rosa.

  22. Rubens Janes disse:

    Desde quando falar que “São Paulo dá café, Minas dá leite e a Vla Isabel dá samba” é racismo?
    Cuidado Caetano, desse jeito o pessoal da velha guarda vai ficar chateado com você e isso não é bom.

  23. Marcel K. disse:

    Rubens, o tema é controverso mesmo, porém, essa parte citada por você não é criticada pelo Caetano…

  24. procure saber, hehehehe

  25. Raul Martins de Oliveira disse:

    O Noel pode ser chamado de qualquer coisa, menos de racista. Um dos melhores amigos dele na vida pessoal (provavelmente o melhor), Cartola, era negro, do morro da Mangueira. Já na vida musical, seu maior parceiro foi quem? Ismael Silva, negro, do morro Estácio. Noel se diferenciava do pessoal da Vila Isabel justamente por não ter medo, preconceitos, desconfianças e nem sequer reservas para com o pessoal dos morros. Peregrinava o dia inteiro, morro a morro, atrás de samba bom. Passava dias com negros, ficava semanas no morro, dormia na casa do Cartola, no meio dos negros. Se a letra de Feitiço é racista? Em primeiro lugar, comentar que alguma coisa racista seja boa, ou que “faça bem”, não significa que o resto faça mal. O Caetano peca nessa colocação. Por mais que o Noel tenha querido insinuar isto, tudo não passava de uma brincadeira com o Wilson, como todos na época sabiam. Analisar nos dias de hoje uma letra de 1934 faz com que cometam-se erros, como o de Caetano. E só diz que o Noel era elitista quem não sabe nada sobre ele.

  26. Rafael disse:

    Essa letra na verdade foi uma resposta à uma outra música de seu rival, análise a do rival também

  27. Sales disse:

    Caetano: Em 1933 o ponta=de=vista era outro. Tola discussão…

  28. B. CINTRA disse:

    Nem Noel, nem o samba é racista. O problema é que o Caetano é um artista polêmico e precisa estar na midia atual. Noel foi bombado pela midia de sua época, mas sua obra foi e ficará eternizada… o samba tem sua própria história, naturalmente, controversa. Daqui num breve tempo tempo, vamos acabar com Zé Kéti, Ataulfo Alves e outros e outras por conta de certas oportunistas divagações multiculturais. Sem essa, caras!! A MATÉRIA PRIMA DO SAMBA É O COTIDIANO…NÃO VAMOS BOTAR NA CONTA DOS OUTROS O QUE ELES NÃO DEVEM!!!

  29. Carmen Lins disse:

    C oitado do Caetano! Precisa ficar em evidência procura outro! Deixa o nosso imortal sambista Noel Rosa!

  30. Vera Martins de Souza disse:

    Eram outros tempos. Então o que dizer dos versos de Lamartine Babo “O teu cabelo não nega/ mulata/ porque és mulata na cor/ mas como a cor não pega mulata/ mulata eu quero o teu amor”, então o que dizer também, da obra de Monteiro Lobato? E, tantas coisas mais que se dizia tipo “negro de alma branca”, é racista? É, mas era dita sem maldade, costume de uma época. Acho que essa história do “politicamente correto”, vai dar “muito pano pras mangas”. Outro dia em uma minissérie da Globo a personagem de uma atriz negra se ofendeu porque a amiga branca a chamou de preta. Ela disse que a outra tinha que aprender que o correto seria dizer afro-descendente, isso é o que? Vergonha da cor? E, um já manjado: você pode usar uma camiseta com a frase: “100% negro” mas, é nazista se colocar “100% branco” mesmo que seja branco, cabelos louros e olhos azuis. O Caetano, do qual eu gosto muito, adora criar uma polêmica, não é Cae? Afinal, poderíamos dizer que a maioria dos brasileiros, ditos brancos, somos pardos ou talvez, indeterminados, já que somos uma mistura de raças.Isso abre uma brecha na lei para sermos todos cotistas, ou não?

  31. Vera, sim ,o Lamartine Babo fez uma música racista, o Monteiro Lobato escreveu livros racistas e eu não deixarei meus filhos ouvirem ou lerem essas porcarias racistas. E sim, negro de alma branca é racista. Nunca foi dito sem maldade. Aposto que a escravidão também era sem maldade, né? E não, brancos não podem ser cotistas, nem devem. E não, não existe racismo reverso. Negros podem usar 100% negros, brancos não. Sabe por quê? Porque só os negros são perseguidos sistematicamente por causa da raça.
    A personagem da globo é da globo, não tenho nada a comentar. Mas se alguém se ofendeu com algum comentário seu, por que não ouvir a pessoa e respeitá-la?
    Enfim, seu comentário só mostra como o racismo continua presente nos dias atuais, não é uma coisa do passado.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s