Forma e conteúdo

Comparem os dois vídeos. São a mesma música, a original, por Fernando Mendes, e o novo arranjo do Caetano. A diferença que os recursos (financeiros e artísticos) fazem pra música é impressionante. Notem a diferença no começo da música (a versão do caetano tem muito mais instrumentos) e a diferença na percussão (batidinha básica na música orginal).

Isso é resultado de mais recursos financeiros (mais instrumentos disponíveis, pessoas capazes de executar bem os outros instrumentos etc.) e artísticos (a capacidade de incorporá-los na música, de perceber como eles podiam melhorar a música etc.). Além disso, a música do Fernando Mendes é cheia de excessos e clichês (os solos, as segundas vozes); tudo isso beira ao mau gosto. Caetano chega e retira os excessos, e incorpora outras coisas à música, trazendo sua simplicidade mas enriquecendo-a com outros sons.

Original:

Versão do Caetano:

ps.: Esses dois vídeos ajudam a mostrar porque a música não é só a letra, que a forma como ela é executada incide diretamente no conteúdo, no que ela produz de sentimento (ou, de outro modo, em como nossa sensibilidade recebe a música).

Anúncios

Sobre Manoel Galdino

Corinthiano, Bayesiano e Doutor em ciência Política pela USP.
Esse post foi publicado em Política e Economia e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s