Parece que o Serra tava certo…

Sabe aquela estratégia serrista tão criticada de adiar o anúncio da candidatura dele, de tentar evitar antecipar a Campanha? Pois é, parece que quanto mais longa a campanha, mais os eleitores tendem votar com base nos fundamentos (econômicos) e avaliar o candidato da situação pelo desempenho econômico do período prévio. E como o desemprenho econômico do governo Lula é muito bom…

Descobri isso no sempre bom Monkey Cage, que traz o link para o artigo acadêmico (que eu não li) que defende essa tese. Nas palavras dos autores (tô traduzindo um trecho escolhido pelo Monkey Cage):

” Em campanhas mais longas, eleitores recorrem mais fortemente aos verdadeiros valores das condições econômicas para informar suas avaliações dos partidos no poder. Em campanhas mais curtas, esses efeitos são basicamente (mostly) ausentes. A duração da campanha parece importar para o aprendizado do eleitor”.

Quem quiser ler o artigo original, clique aqui.

Atualização: Dei uma lida rápida no artigo. Nos EUA as pesquisas de opinião que buscam aferir intenção de voto variam bastante ao longo da campanha, mas ao final o voto do eleitor converge para os fundamentos da economia. A explicação para tal é que antes da campanha os eleitores votam com base em informações esparsas sobre a agenda e sobre a posição dos candidatos, bem como em quão bem o governo foi nos anos anteriores. Durante a campanha, os eleitores são mais bem informados sobre esses aspectos, e a convergência para os fundamentos indica que uma boa campanha durante um bom tempo é importante para o eleitor aprender melhor sobre os candidatos.

Como o Serra tem um bom recall e a Dilma tinha pouco intenção de voto, quanto menos campanha tivermos sobre questões importantes, melhor pro Serra.

update 2: Campanhas curtas são aquelas que duram menos de 6 semanas. Segundo os autores, campanha de mais de 6 semans seriam longas e dariam informação ao eleitor. Mas isso me pareceu arbitrário. Em todo caso, talvez a estratégia do Serra fosse meio irrelevante para as intenções de voto, mas não para a construção de palanques estaduais.

ps.: Minha aposta é que a Dilma ganha, pelos fundamentos.

Sobre Manoel Galdino

Corinthiano, Bayesiano e Doutor em ciência Política pela USP.
Esse post foi publicado em Política e Economia e marcado , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Parece que o Serra tava certo…

  1. Pingback: É a economia, estúpido? | Blog Pra falar de coisas

  2. Pingback: Não, não, não… a premissa tá errada | Blog Pra falar de coisas

  3. Pingback: “Só muita torcida contra pode impedir uma pessoa racional de perceber como Dilma é favorita” | Blog Pra falar de coisas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s