Erros

Entreguei ontem pedaço da minha tese para qualificação. E ontem mesmo já descobri dois erros no trabalho, um  besta e outro mais grave.

O erro besta é que copiei a capa da dissertação de mestrado para a de doutorado e esqueci de mudar o nome de dissertação para tese.

O erro mais grave é que eu vou usar um modelo de equações estruturais. Só que aí eu cometo a besteira de dizer que não vou usar variáveis instrumentais para identificar o modelo, porque eu não tenho um experimento natural. De fato, eu não tenho um experimento natural, mas para garantir que o modelo é identificado eu preciso garantir que algumas das VIs são efetivamente exógenas, ou seja, que na prática elas são uma variável instrumental.

Eu não sei onde estava com a cabeça quado escrevi uma besteira dessas e ainda deixei passar batido. E o que é pior, foi após uma sugestão do meu orientador de explicar um pouco melhor a estratégia de identificação. Aí eu fiz a modificação acima, nem enviei pra ele e já enviei pra banca. Então, nesse caso, a culpa é só minha mesmo. Quase não dormi ontem pensando nisso. Mas enfim, é da vida. É preparar a explicação para a banca.

Sobre Manoel Galdino

Corinthiano, Bayesiano e Doutor em ciência Política pela USP.
Esse post foi publicado em estatística, Manoel Galdino e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s