Natal ou Fernando Pessoa

O Natal é uma época propícia para todos aprendermos uma lição. O fingimento é uma arte tão aperfeiçoável que tem momentos que nós chegamos a fingir que não fingimos o nosso fingimento.

Ou se você quiser, no Natal aprendemos que somos todos maus poetas*.

* “O poeta é um fingidor. Finge tão completamente. Que chega a fingir que é dor. A dor que deveras sente” (Fernando Pessoa).

Anúncios

Sobre Manoel Galdino

Corinthiano, Bayesiano e Doutor em ciência Política pela USP.
Esse post foi publicado em Manoel Galdino e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Natal ou Fernando Pessoa

  1. Neli Lima Pereira disse:

    Com certeza aprendemos muitas lições , não só n Natal …….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s