Remuneração de professores por desempenho

Volta e meia volta a discussão sobre remunerar os professores por desempenho. A última desse assunto foi texto do blog do Alon, em que ele elogia o Paulo Renato e a política de Serra de remunerar por desempenho.

Eu não entendo nada de políticas educaionais, mas o bucadinho que eu entendo de estatística e economia pode ajudar nessa discussão.

Em primeiro lugar, é bom se diferenciar o que é uma boa política pública da aversão à paralisia política que os sindicatos de professores supsotamente induzem em termos de inovações na educação. Uma coisa é enfrentar o corporativismo e conservadorismo dos sindicatos e outra coisa é apoiar qualquer mudança na política educaional. Dito isso, vamos à proposta de remuneração por desempenho.

A princípio parece uma idéia boa. Os melhores professores tem de ganhar mais, não somente por merecimento, mas pra atrair os melhores a ficarem e expulsarem os piores. Os problemas dessa proposta, sem nem entrar naquestão normativa (é mesmo justo etc.) são:

1. Como é que se mede o desempenho dos professores? Ter essa mediação é algo notadamente difícil. As notas dos alunos parecem uma idéia óbvia, mas ela tem seus pontos falhos. Se quem faz e aplica a prova é o próprio professor que ensina, então ele tem incentivo a aumentar a nota (deixando colar, fazendo prova fácil, dando dica durante, fazendo prova decoreba etc.) sem necessariamente melhorar o ensino.

Para resolver esse problema, quem faz e aplica a prova não pode ser o mesmo professor. Mas isso gera custos adicionais e fica a questão: será que o custo adicional compensa? Não é melhor investir o dinheiro do custo adicional em outras coisas?

Em segundo lugar, mesmo que fosse resolvido o problema acima de forma satisfatória, professores que pegarem turmas ruins terão dificuldade em melhorar a nota dos alunos num único ano. Teria que controlar para isso, descontando a nota dos alunos em relação ao desempeno deles no ano anterior.

Mas, ainda assim não resolvemos o problema. Com ose sabe, toda medição a partir de amostra está envolta em incerteza. Logo, qualquer medida resumo de uma característica complexa só serve para discriminar valores discrepantes. Será que alguém vai criar um intervalo de confiança para dizer se um professor é melhor que outro ou se o dempenho dos alunos melhorou?

Por fim, qual métrica deve ser utilizada? Em termos absolutos, relativos, percentis…? Há correlação das notas dos alunos por região? Pelas características da escola? Do bairro? Vão controlar para tudo isso?

2. O que acontece se o desempenho de um professor variar muito de um ano para outro? Será que isso é indicativo de um desempenho muito diferente de um ano pra outro ou a variação é dos alunos? Será que um professor irá modificar seus métodos de ensino quando as coisas funcionarem em um ano? Será que essa metodologia estimula ser mediano ou ser excelente? E a atual, estimula o que?

3. Por fim, há a questão da eficiência marginal. Dado o custo desse programa elencado acima, além da implementação, será que dados os problemas mais básicos atuais da nossa educação (professores mal formados, ausência de professores na sala de aula etc.) será que não se ganha mais na margem investindo em coisas mais básicas agora?

Em resumo, não tenho resposta para as perguntas, mas seria bom que a discussão pasasse por alguns desses pontos, dados fossem analisados, estudos apresentados, de forma a embasar a discussão. Certamente temos muito a melhorar, a questão é pode onde começar de forma mais efetiva.

 

Em terceiro lugar

Sobre Manoel Galdino

Corinthiano, Bayesiano e Doutor em ciência Política pela USP.
Esse post foi publicado em ciência, Manoel Galdino, Política e Economia e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s