Falei de esquerda, falei de política… Tavam faltando os gráficos!

Como vocês sabem, eu gosto de gastar tempo estudando como fazer gráficos legais no R. Não por acaso, gasto um tempão tentando fazer uns gráficos legais pra minha tese. É claro, porém, que às vezes, na tentativa de fazer uns gráficos irados (fancy graphics), o gráfico fica difícil de interpretar e perde o propósito, que é comunicar eficientemente informações.

Ontem eu fiquei de ajudar o pessoal do ecologia urbana a fazer um gráfico sobre tarifa de ônibus em perspectiva comparada. Eles já tinham os dados numa tabela, e sugeri um gráfico. Eles não gostaram muito domeu gráfico e ficaram com uma tabela. Em resposta com as preocupações deles, fiz um outro gráfico. Vou postar os três objetos aqui (a tabela, o primeiro gráfico e o segundo gráfico). O que vocês acham? Concordam com o pessoal do Ecourbana e preferem a tablea? O primeiro gráfico? Ou o segundo? Meu voto é pro primeiro gráfico, ainda que tenha menos informações que o segundo, pois é mais bonito e comunica uma única idéia eficientemente: o trabalhador gasta muito com transporte em São Paulo. A tabela tem tantos problemas – algumas cidades têm suas moedas, outras não, é impossível comparar a tarifa nas moedas locais, as casas decimais são irrelevantes para tarifa e Salário e desviam atenção desnecessariamente. Mas o pessoal argumentou que ela passa mais credibilidade (?).

Primeiro a tabela:

Cidade

Tarifa onibus

Salario minimo

Proporção tarifa/salario

Paris

1,70€

1.365,00€

0,12%

Sidney

$3,20

$2.280,00

0,14%

Cidade do México

$3,25

$1723,80

0,19%

Londres

2,20£

1.142,40£

0,19%

Bogotá

1.200 pesos

515.000 pesos

0,23%

Barcelona

1,45€

633,30€

0,23%

São Paulo

R$ 3,00

R$ 545,00

0,55%

Agora o primeiro gráfico que fiz:

Por fim, o segundo gráfico.

E aí, qual o seu voto?
ps.: Quem quiser, mando o código em R pros gráficos.
PSTU: A área do círculo reflete o tamanho do salário mínimo dos países.

Sobre Manoel Galdino

Corinthiano, Bayesiano e Doutor em ciência Política pela USP.
Esse post foi publicado em estatística, Manoel Galdino, meio ambiente e marcado , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Falei de esquerda, falei de política… Tavam faltando os gráficos!

  1. Neli Lima disse:

    O gráfico 1 é bem mais auto explicativo,para leigos como eu, portanto a informação é bem mais facil deser entendida.
    Esta a minha opinião.

  2. Andrea Kanikadan disse:

    Olá Manoel,

    adorei seus comentários…que vc adora fazer gráficos, hehe! Meu voto fica para o segundo, dá um destaque ver a diferença das linhas. Mas diria que eu entendi o 2o. gráfico pq já tinha visto o primeiro…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s