Como as coisas podem dar muito errado

Estou sem tempo, então vou apenas apontar esquematicamente aqui como as coisas podem dar errado. Improvável? Sim, mas bem mais provável do que 5 anos atrás.

1. O gridlock na política americana permanece e os EUA são obrigados a dar moratória (famoso calote) na dívida deles. O caos se instala, um acordo é alcançado, mas o sestrago já está feito.

2. A crise mundial aumenta em virtude da crise americana, atingindo finalmente a Grécio de um jeito que a força a sair do Euro. Com os portugueses vendo feriando bancário na grécia para impedir os gregos de sacarem euros, os portugueses correm para seus bancos. feriado bancário em Portugal. Depois de um tempo, Espanha, Itália são atingidas, mesmo após pacotes de emergência articulados pelo FMI e Alemanha e quantiative easing do BCE.

3. Com a crise do euro e dos EUA, economia mundial entra em recsssão novamente. Japão embarca junto e os países emergentes passam a ser a salvação da lavoura. Aqui, um de três piores cenários possíveis podem acontecer, mas confesso que não consigo avaliar a probabilidade deles ocorrerem: recessão na China, na Rússia ou no Brasil. Mas se atingir um desses países, é possível que contamine os BRICs, até chegar à China, quem sabe com convulsão social e queda do regime político. Mas isso num prazo mais longo (3 a 4 anos).

4. Como resultado da Crise, o estádio do Corinthians não sai, e os corinthianos ficam mais uma vez a ver navio.

5. Entramos num período de instabilidade econômica e política, com todo tipo de solução política sendo adotado (desde governos da direita neo-facista, até populistas e experimentos de esquerda mais radical).

6. A crise aumenta, raicalismos também e alguma grande Gurra estoura no mundo (possivelmente envolvendo Rússia, mas também Japão, China e mesmo algo na América Latina).

7. Todo mundo fica surpreso e ninguém sabe muito o que fazer, embora os especialistas vão continuar garantindo que tudo vai voltar ao normal em pouco tempo.

ps.: Eu duvido que o curso dos eventos possa ser como imaginado acima. Mas acho possível que alguma combinação de eventos possa ocorrer. Por enquanto, acho bom apenas ficar alerta.

Sobre Manoel Galdino

Corinthiano, Bayesiano e Doutor em ciência Política pela USP.
Esse post foi publicado em Política e Economia e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s