Ainda sobre a taxa de encarceramento dos países

A Ângela, leitora do Blog, me alertou que algumas pessoas podem encarar a alta taxa de encarceramento dos EUA como uma coisa positiva, pois significaria que o sistema judiciário é eficiente, no sentido de prender quem comete crime.

Por isso, deixe eu me estender um pouqinho sobre o assunto e dizer porque não acho uma coisa boa essa taxa nos EUA.

Em primeiro lugar, uma sociedade em que muita gente vai presa é uma sociedade com um bocado de problema. Basta comparar, por exemplo, com o Japão, ou Noruega no índice. Ninguém duvidará da eficiência do sistema judiciário Norueguês, e no entanto apenas 0,071% da população lá está encarcerada. De fato, 1/4 da população carcerária do mundo encontrar-se nos EUA!

Em segundo lugar, as principais razões para esse nível de encarceramento nos EUa são a política de combate às drogas aliada ao tempo de prisão. Um crime de porte de drogas produz de 5 a 10 anos de prisão, enquanto em muitos países desenvolvidos esse tempo é de 6 meses.

Em terceiro lugar, negros e latinos são desproporcionamente mais atingidos por essa calamidade, tendo muito maior probabilidade de ser presos que outros grupos (especialmente brancos).  Nesse sentido, a alta taxa de prisão é uma forma de política social às avessas, em que negros são retirados das ruas para as prisões. Obviamente, é a estrutura social do país, e não a etnia/raça, que explica porque os negros são mais atingidos pela onda de prisões.

Em quarto lugar, é um lugar comum, mesmo no Brasil, que presos custam mais, proporcionalmente, que alunos em escolas públicas. Não deve ser diferente nos EUA. E no entanto, apesar o alto custo, também lá – como aqui – a taxa de recidivismo é muito alta, de forma que é uma política com custos quase sempre crescentes e que tendem a reproduzir nas gerações seguintes mais criminosos (famílias desustruturadas, por exemplo).

Tudo bem pesado, não me parece que os EUA tenham algum motivo para comemorar um sistema altamente disfuncional. De fato, é surpreendente como os EUA têm algumas características disfuncionais e atrasadas em relação ao resto do mundo. O sistema de saúde pública deles é precário, tem a mais alta taxa de encarceramento do mundo, são altamente desiguais e ainda adotam a pena de morte em muitos estados.

Sobre Manoel Galdino

Corinthiano, Bayesiano e Doutor em ciência Política pela USP.
Esse post foi publicado em Manoel Galdino, Política e Economia e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Ainda sobre a taxa de encarceramento dos países

  1. Humberto disse:

    é uma jabuticaba que só tem nos Eua…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s