Comentando um comentário do Tyler Cowen sobre o livro do Piketty

O Drunkeynesian estava certo quando disse que o livro do Piketty seria o novo candidato a livro mais discutido (e menos lido) da década. Eu pelo menos vou fazer minha contribuição para tanto, já que não li o livro e vou comentar um comentário, do Tyler Cowen.

Um dos argumentos do Piketty, aparentemente, é que a taxa de crescimento da economia, g, tem sido menor que a taxa de retorno sobre o capital, r. Um corolário desse fato é que a renda do capital tem aumentado como proporção da economia como um todo, em detrimento da participação dos salários.

O Cowen nota que é preciso considerar o retorno sobre o capital ajustado para o risco. Do ponto de vista individual, ele está claramente correto, pois uma coisa é o retorno de um investimento em títulos do governo americano, e outra coisa é o retorno no mercado de ações brasileiro. O segundo é muito mais arriscado que o primeiro e, em equilíbrio, deve ter um retorno mais alto para compensar o risco.

Porém, do ponto de vista agregado, não sei se faz sentido. Ele obviamente sabe muito mais de economia do que eu, mas será que ele não cometeu um erro básico aí? Voltemos ao meu exemplo acima pra ilustrar meu ponto.

Simplificando bastante, vamos imaginar que um título do governo americano renda 1% ao ano e seja livre de risco. E que no mercado acionário brasileiro, 99% dos investimentos dão retorno zero (você recupera apenas o capital investido), e 1% dá um retorno de 100%. Ou seja, se 100 pessoas investirem no Brasil R$ 1000,00 cada e cem pessoas investirem nos EUA R$ 1000,00 cada, e ignorando a variação cambial por um momento, então esperamos que dos cem investidores no Brasil, 99 ganhem zero e 1 tenha um retorno de 100%. Ou seja, dos cem mil investidos no Brasil (cem pessoas x mil reais), no final teremos um retorno de 1 mil reais + os cem mil investidos. Já nos investimentos nos títulos americanos, temos um retorno de mil reais, mais os 100 mil investidos. Ou seja, em média o retorno é equivalente, e é isso que significa ajustar para o risco.

Ainda continuando com esse exemplo, qual o retorno médio dos investimentos nessa economia com apenas dois setores? Ora, 1%. Mas faz sentido falar em ajustamento para o risco quando se olha a taxa agregada de retorno? Not at all! 1% é a média, após o ajustamento para o risco, pois o risco faz justamente com que muitos investimentos não deem certo, e a média já traz esse resultados dos riscos e dos retornos maiores para o risco.

Alguém saberia me dizer onde estou errando? Ou o Tyler Cowen é quem está errando?

Anúncios

Sobre Manoel Galdino

Corinthiano, Bayesiano e Doutor em ciência Política pela USP.
Esse post foi publicado em Política e Economia e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s