The Standard You Walk Past Is The Standard You Accept

Eu tinha planejado escrever um post meio intelectual meio de esquerda sobre o desejo, mas aconteceu algo comigo que me deixou bolado. Eu tenho um grupo de amigos de infância no whatsapp, e agora recebi um vídeo de um cara batendo na própria mulher, porque supostamente ela “botou gaia nele”.

Eu simplesmente não sabia o que fazer. De um lado eu queria simplesmente sair do grupo, porque não aceito esse tipo de coisa. De outro, são amigos de infância por quem tenho o maior carinho. E aí eu me lembrei do vídeo abaixo, que tem a frase do título do post:

The standard you walk past is the standard you accept. Numa tradução livre, quer dizer algo como: “A conduta que você deixa passar é a conduta que você aceita”. E a verdade é que eu não aceito. Então eu tive que deixar bem claro que não aceito esse tipo de conteúdo, que acho abjeto e que nunca mais postem vídeos no grupo.

ps.: Eu não fiquei muito satisfeito com minha própria conduta. Por mais que não tenha deixado passar, ficar no grupo de alguma forma me faz conivente com esse tipo de coisa degradante. O que vocês, meus leitores, acham?

ps.2: Quem quiser ler o discurso completo e o contexto do vídeo, pode fazê-lo nesse link.

ps.3: Outro trecho que destaco: If you’ve become aware of every individual degrading another then show moral courage and take a stand against it.

Anúncios

Sobre Manoel Galdino

Corinthiano, Bayesiano e Doutor em ciência Política pela USP.
Esse post foi publicado em orquídeas selvagens e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para The Standard You Walk Past Is The Standard You Accept

  1. Pingback: Corrupção | Blog Pra falar de coisas

  2. É estranho o que a gente considera amizade… Às vezes parece que mantemos algumas só por inércia. Eu assumo que tenho dificuldade em cortar laços. Sei que seu texto não ia nesse sentido, mas me fez pensar nisso…

  3. Agora qto a “O que vocês, meus leitores, acham?” acho que sua atitude foi boa. Vc gosta dessas pessoas. UMA delas teve um atitude inaceitável e vc fez questão de mostrar sua indignação. Certamente mais pessoas do grupo pensam como vc e qdo alguém que a gente considera tem uma opinião parecida com a nossa, isso, de alguma forma, reforça nossa opinião. Então acho que vc fez um bem maior ao seu grupo falando (escrevendo) do que simplesmente saindo dele.

  4. Obrigado pelos comentários, Roberta. Eu também tenho dificuldades de cortar laços, e pensei sobre isso. Sair do grupo seria efetivamente cortar esses laços, pois são amigos de Maceió, e não tenho contatos recorrentes com eles, exceto pelo grupo.

  5. Neli Lima Pereira disse:

    Sair do grupo seria uma atitude mais fácil do que discordar de uma atitude. Quem sabe sua atitude é uma oportunidade de levar a uma reflexão de algumas pessoas e há uma mudança de atitude.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s