Arquivo da tag: conto

Esteira

“Você é cheinho!” Aquela frase ressoava em sua cabeça. Não é que fosse uma grande coisa, um drama mexicano. Não, nada disso. Era outra coisa. Sempre se imaginou como uma pessoa magra. Desde sua infância sempre foi magrinho, e aquela frase … Continuar lendo

Publicado em Arte e Cultura, Manoel Galdino, orquídeas selvagens | Marcado com , , | Deixe um comentário

No ônibus

Um micro conto… Aperto tão grande, mas tão grande, que ele descobriu, apesar do clichê, como uma sardinha deve se sentir na lata de sardinha.

Publicado em Manoel Galdino, orquídeas selvagens | Marcado com | Deixe um comentário

A entropia – conto

O Nietzsche já dizia que a diferença do gênio pro comum não é que o gênio só produzia coisas boas. É que ele tinha o bom senso de esconder as coisas ruins. Como não sou gênio, segue um conto que … Continuar lendo

Publicado em literatura, Manoel Galdino, Política e Economia | Marcado com , | 2 Comentários

Estória Urbana

Gostei da história (real) que li aqui. Segue minha estória dos fatos. Se fosse o Oscar, iria pra categoria roteiro adaptado, hehe. Dixie entrou no metrô para mais um dia de trabalho. Igual a todos os outros de sua vida. … Continuar lendo

Publicado em Arte e Cultura | Marcado com , | Deixe um comentário

Conto “À TOA”

Caros, posto abaixo um conto, escrito por mim mesmo em ritmo quase frenético e finalizado há poucos minutos. Dá três páginas de word ou 10.000 caracteres. Leiam e digam se gostam.

Publicado em Arte e Cultura, Manoel Galdino | Marcado com , , | 4 Comentários