Arquivo da tag: literatura

A altivez da subserviência

O episódio é conhecido. Brás Cubas, diante da altivez de Eugênia, fica incomodado. E, no capítulo das borboletas, busca se reassegurar que  é superior. “Pois um golpe de toalha rematou a aventura. Não lhe valeu a imensidade azul, nem a … Continuar lendo

Publicado em Arte e Cultura, Política e Economia | Marcado com , , , , , , , , , , , | 1 Comentário

Natal no Rio com Philip Roth.

Nota: eu escrevi o post abaixo em outro blog meu, por engano. Coloco o texto completo aqui, e não apenas o link do texto para o outro blog. Acabei de ler o livro “A marca humana” do Philip Roth. Em … Continuar lendo

Publicado em Arte e Cultura, Política e Economia | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

A Viúva Grávida – de Martin Amis

Conforme tinha comentado anteriormente, estava lendo o livro do Martin Amis, A Viúva Grávida. Eu cheguei até a escrever – mas creio que apaguei – que o livro valia a pena só pelo começo. O livro é bom, mas acho … Continuar lendo

Publicado em Arte e Cultura, Manoel Galdino, orquídeas selvagens | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Martin Amis

Creio que a primeira vez que ouvi falar no Martin Amis foi no livro de memórias do Christopher Hitchens. Eu já conhecia o Ian McEwan, outro autor bastante citado pelo Hitchens. Então fiquei curioso para ler algo do Martin Amis. … Continuar lendo

Publicado em Arte e Cultura, literatura, Manoel Galdino, orquídeas selvagens | Marcado com , , , , , , | 1 Comentário

Crap

Em Teresina, vento frio e pálido Tremelique, pileque, pastiche Silêncio, gritava Antônio, calado Condenado, murmurava cabisbaixa Alice A que deu o azo? shhhhhhhhh shhhhhhhhhh … … … … … Mais um minuto de silêncio Cores, cores, mil cores Quem ousa … Continuar lendo

Publicado em Arte e Cultura, Manoel Galdino, orquídeas selvagens, poesia | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Belíssimo texto sobre Riquelme

No Facebook eu registrei: “Chupa Riquelme”. Mas o texto abaixo me redime. Elegantíssimo e belíssimo. Fiquei emocionado lendo o texto. Quando eu leio textos assim, quero que todas aquelas pessoas que eu gosto leiam o texto. Eu sei que nem … Continuar lendo

Publicado em literatura, orquídeas selvagens, poesia | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Red Plenty

Terminei de ler o livro Red Plenty, que tinha comentado rapidamente aqui. Eu gostei bastante to livro, embora o tema do livro naturalmente se adeque aos meus gostos (um livro sobre a União Soviética e a tentativa de economistas matemáticos … Continuar lendo

Publicado em literatura, orquídeas selvagens, poesia, Política e Economia | Marcado com , , , , | 1 Comentário

A solidão dos Números Primos, de Paolo Giordano

Li o livro do título acima semana passada. O título é uma metáfora que lembra o fato de que às vezes os números primos vêm em pares, separados apenas por números pares (5 e 7, 11 e 13, 17 e … Continuar lendo

Publicado em literatura, Manoel Galdino | Marcado com , , , , | 3 Comentários

livros que eu li

Queria listar quantos e quais livros eu já li. E aproveito pra compartilhar com vocês. Compartilhem comigo os livros que leram, especialmente os que não li, mas devia ter lido. O número na frente do autor aponta para o número … Continuar lendo

Publicado em literatura, Manoel Galdino | Marcado com , , , | 4 Comentários

Um poema de minha autoria

  Outro de mim mesmo É um amor de exilado Que dói nos olhos não no peito Perseguindo-me como minha própria sombra Já não posso mais voltar Sem a mim mesmo me trair E já não posso mais ficar Sem … Continuar lendo

Publicado em Arte e Cultura, literatura, Manoel Galdino | Marcado com , , , | Deixe um comentário