“Frágil e Delicada, como devia ser”

“Tornou-se frágil, delicada, do jeito que todo homem espera de uma mulher”.

A frase acima foi dita por Marcelo Coelho, em seu blog. Referia-se à Lina Vieira, após comentar o estilo das (possíveis)  presidenciáveis Dilma, Heloísa e Marina. O texto é um show de machismo e preconceito.

Essa idéia de que a mulher deve ser frágil e delicada lembrou-me de Capitu, e de Bentinho. Pra mim, o tema de Dom Casmurro não é a traição (real ou inventada), nem o ciúme. Acredito que o romance é sobre a incapacidade do homem de aceitar que a mulher não deve ser frágil nem delicada. Fágil e delicado é Bentinho. Outro dia escreverei em mais detalhes sobre o assunto. O que me importa mesmo é ver, no texto do Marcelo Coelho, essa mesma visão, de 100 anos atrás.

Felizmente, aqui mesmo no Blog nós tivemos o exemplo de uma nova atitude, no post anterior com os vídeos do Casamento do Marcel. Eu estava lá, como padrinho, e pude testemunhar o nervosimo do noivo e a tranquilidade que a noiva passou pra ele, só com o olhar, ao entrar no “altar”. A amanda foi astuta suficiente para percber que o Marcel prescisava da calma dela. Não há fragilidade nem delicadeza nisso. Há sensibilidade. O que é completamente diferente. E é isso que nós esperamos de toda mulher (e homem), meu caro Marcelo Coelho, e não um destino triste e bonito!


Sobre Manoel Galdino

Corinthiano, Bayesiano e Doutor em ciência Política pela USP.
Esse post foi publicado em Política e Economia e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s